Estados Unidos: Mercedes-Benz anuncia que vai chamar 1,29 milhões de veículos vendidos entre 2011 e 2016 devido a um problema de software

WASHINGTON (Reuters) – A unidade norte-americana da Daimler AG Mercedes-Benz USA disse no sábado que está a chamar 1,29 milhões de veículos vendidos desde 2016 porque o software pode não comunicar a localização correcta do veículo em caso de acidente.

A chamada abrange modelos de 2016-2021, como o CLA-Class, GLA-Class, GLE-Class, GLS-Class, SLC-Class, A-Class, GT-Class, C-Class, E-Class, S-Class, CLS-Class, SL-Class, B-Class, GLB-Class, GLC-Class, e G-Class, de acordo com um registo junto da Administração Nacional de Segurança Rodoviária.

O fabricante alemão planeia emitir uma actualização de software que será instalada pelos concessionários ou por via aérea (over-the-air).

A Mercedes-Benz USA disse, sábado, que não tem conhecimento de nenhum caso de danos materiais nem de danos pessoais relacionados com o assunto.

O fabricante do automóvel disse que “um colapso temporário da alimentação eléctrica do módulo de comunicação causado por um acidente, pode levar a que a posição do veículo durante uma potencial chamada de emergência seja incorrecta”. A Mercedes-Benz acrescentou que “outras funções da função de chamada de emergência automática e manual permanecem totalmente operacionais”.

A Mercedes-Benz na Europa, em Outubro de 2019, lançou uma investigação baseada num relatório do centro eCall da Mercedes-Benz de uma única instância no mercado europeu, onde o sistema eCall automático transmitia uma posição inexacta do veículo.

Após uma longa investigação que analisou várias combinações de software do módulo de comunicação, a pesquisa da empresa mostrou outros eventos semelhantes em que a posição do veículo transmitido era incorrecta.

FOTOGRAFIA DE ARQUIVO: Ola Kaellenius, presidente da Daimler AG, assiste à apresentação do novo Mercedes-Benz S-Class na fábrica de produção da Daimler em Sindelfingen perto de Estugarda, Alemanha, 2 de Setembro de 2020. REUTERS/Ralph Orlowski

O artigo original, escrito por David Shepardson na Reuteurs, pode ler lido aqui: https://www.reuters.com/article/us-mercedes-benz-recall/daimler-recalls-1-29-million-u-s-vehicles-for-software-issue-idUSKBN2AD0KK